domingo, 28 de agosto de 2011

e quando você sente tanta saudade de uma pessoa a ponto de querer sair de casa as vinte e duas horas e vinte e quatro minutos, correndo pra chegar no trabalho dessa pessoa que só Deus sabe aonde fica, só por que tem a doce ilusão que encontrará o local, depois encontrará ele e irá abraçá-lo tão forte que ele ficará sem fôlego. a doce ilusão daquele beijo suave que só ele tem, a doce ilusão de ver aquele sorriso, aqueles olhos, aquela boquinha em forma de coração que ela tanto sonha em ver novamente, parece que faz tanto tempo que essa saudade vive dentro dela, sempre que ela o vê a saudade que estava acumulada não se vai toda, sempre sobra um pouco, sempre. saudade faz mal, saudade a deixa triste, saudade faz ela chorar... saudade mata a esperança e os sonhos aos poucos, mas essa saudade também parece não ter fim.