quarta-feira, 20 de junho de 2018

Papai que saudade que eu sinto de você gritando "Mila" na escada de casa, da sua voz, da sua risada, das brincadeiras, do carinho nas costas, de ficar arrumando suas unhas, cortando os cabelos da sobrancelha e brincando de salão de beleza enquanto você trabalhava. Saudade de ficar te rodeando e você jogar no coelho no jogo do bicho e ganhar. Saudade de tudo, até das brigas. Se eu soubesse que ia sentir tanta saudade assim eu tinha aproveitado mil vezes mais os momentos juntos e dado abraços mais demorados... Eu te amo para sempre, meu herói, meu pai.

segunda-feira, 21 de maio de 2018


Deitados na barraca, muitos beijos e poucas lembranças, efeitos do álcool, mas uma das lembranças é ele me falando:
"Não quero que aconteça algo entre a gente com você assim, você tá bêbada e não quero me aproveitar da situação."
E assim dormi com ele abraçado em mim.
Não queria perder essa lembrança tão fofa, mesmo que não dê em nada, o que é muito provável, mas quero poder lembrar disso e da sensação desse momento sempre que ler esse texto.
Me perdoa.

segunda-feira, 12 de março de 2018

Não tente diminuir o que o outro sente, não faça ele se sentir culpado por agir de uma forma, mesmo que exagerada, as pessoas sentem de formas diferentes.

segunda-feira, 15 de janeiro de 2018

Não me envolvo mais, e não é da boca pra fora, dessa vez é sério. Sempre que invento de me envolver eu sofro, TODAS AS VEZES, cansei. Não vou me apegar a ninguém nem tão cedo, de preferência nunca mais. E é isso. Acabou.

quarta-feira, 3 de janeiro de 2018